ACESSO AOS CONTEÚDOS PRIVADOS

1Terá que ser nosso associado
2Faça login
3Pode aceder a  qualquer conteúdo

Se ainda tem problemas contacte os nossos serviços para geral [ @ ] atam.pt . Obrigado pela sua visita!

CRIAR CONTA

*

*

*

*

*

*

PERDEU A SUA PALAVRA-PASSE

*

Caracterização económica e demográfica do Pinhal Interior Sul

Carlos Branquinho

 

O presente artigo apresenta o objetivo, metodologia e principais conclusões obtidas no trabalho de projeto de investigação no âmbito do Mestrado em Economia Local pela Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra, no qual se pretendeu apresentar uma caracterização económica da Região NUTS III do Pinhal Interior Sul, bem como apresentar a relevância que o setor da Administração Pública detém no seu tecido produtivo regional. Este segundo objetivo assume particular interesse de análise tendo em consideração os cortes na despesa pública que se preveem ocorrer nos próximos anos como consequência do acordo firmado entre o Governo, o FMI e a Comissão Europeia (FMI, et al., 2011a) (FMI, et al., 2011b). Para tal, primeiramente, serão analisados um conjunto de dados estatísticos que permitam obter o retrato económico e demográfico da região, bem como as respetivas evoluções ao longo das últimas décadas. Seguidamente será aferido o peso do setor da Administração Pública na economia da região, a partir da análise. Para tal, serão analisados os impactos previsíveis de uma redução hipotética em 50% do consumo público tendo como base de trabalho a matriz input-output construída pelo Projeto DEMOSPIN para a região. Como resultados principais destacam-se a verificação de estarmos perante uma região com baixa densidade populacional, a qual se encontra potenciada por decréscimo acentuado na sua população, mas que, no entanto, possui um saldo migratório com um valor bastante superior ao nacional e ao da Região Centro. Em termos económicos, estamos perante uma região relativamente pobre, com uma remuneração salarial média inferior à nacional e com um peso da Administração Pública elevado, o qual se manifesta num elevado peso tanto do emprego público como da relevância do consumo público na atividade económica..

TOPO